sábado, 2 de julho de 2011

Reviver...

Ela tinha um desejo. Gostava de se sentir provocada. Ela gosta de ter na boca a massa quente e pulsante do corpo dele. Gosta de te-lo chicoteando seu rosto para que  quase implore que a  percorra. Gosta da mão dele  que  marcada forte seu quadril e da sua boca sedenta. Gosta da língua trépida e faceira lambendo seus  vãos, seus inteiros, suas somas e metades, abertas, suas,  nuas. Gosta dessa mistura de cheiros e gemidos. Gosta da sensação de poder, e  sem a conquista, essa coisa meio vadia.  Momento que a decência peca  por invejar a  luxuria. Caprichos, troca de vaidades, encaixes, mãos, pés,  braços,  embaralhados, transpirando. Corpos que vão dentro e fora dos próprios corpos, descobertas entre alguns sorrisos calados e outros suspiros entoados. Gozo. E depois... Em outras trocas de provocações, parecer ser mais insinuantes. Ela finge que não quer, ele encena que a desdenha. E, quando então a proposta vence as teias, eles se alcançam. Se lambem, comem, lambuzam. Ainda há muito para se trocar. Ela e Ele. Masturbação e prazer, fantasias e formas. 

1 Sentiram na Pele:

EU SOU NEGUINHA disse...

INTENSIDADE...AHHHH QUE DELICIA TUDO ISSO..
bEIJOS

© Copyrigth 2009 Danny Montenegro Por Desejo a Flor da Pele
Todos os direitos reservados