sexta-feira, 2 de julho de 2010

o Voyeur

De repente, Angela se posiciona de costas para a janela, aquela luz do abajur desenha a sua silhueta na parede e ainda rebolando os quadris, bem devagarinho o roupão desliza até o chão exibindo todo o corpo que continua no ritmo da musica, sem parar. Cruza os braços para trás, com a taça de vinho nas mãos, no meio das costas, ginga descendo a taça em movimento contrário aos do quadris direita, esquerda, até parar entre as nádegas. Caminha até o sofá, apanha o lenço dourado e o enrosca no pescoço de modo que ele termine exatamente onde está a taça. Então seus movimentos vão ficando mais marcados, e Angela começa a se excitar. Ela gira em volta do sofá como se fosse uma gata no cio, se esfregando pelas costas e braços, entre pernas e peito. O lenço agora passa a lhe envolver os seios correndo os fios e arrepiando os bicos, lenço que Angela coloca entre suas coxas e faz dele uma rédia.
É visível que o tesão já a dominou, e que a vontade de ser penetrada a consome. Ela passa a mão pelo próprio corpo sem disciplina nenhuma, como se quisesse arrancar aquele fogo de dentro dela. Imaginando que um alguém, forte, braços pernas, boca, e com um membro duro pudesse chegar a qualquer momento, ela se deita no sofá, apoia uma das pernas no encosto e outra quase fora das almofadas, alcança a ponta do pés no chão. Ela está ali, pronta pra ser sugada, completamente tomada de tesão, e sozinha. O lenço dourado assiste tudo jogado no chão pouco além do braço do sofá.
Continua...


Para ler todo conto clique: Aqui


Por: Marihê

0 Sentiram na Pele:

© Copyrigth 2009 Danny Montenegro Por Desejo a Flor da Pele
Todos os direitos reservados