segunda-feira, 7 de junho de 2010

Simples espera


Eu já não sei mais as linhas
o traço
E sua imagem foge da minha
lembrança
Perdi o instante eterno da sua
presença
E fujo do modo infantil, desse
laço
Seu jeito muleque, seu cheiro de
felicidade completa
Tão distantes
Tão felinas recordações
E escrevo na simplicidade
Na voracidade de algo que é só um
talvez
Nada de grau zero
Apenas te espero
Na tortura de dias incertos
Na fragilidade do meu coração
ferido de mulher
Sua, nua, crua, inteira nessa espera...

1 Sentiram na Pele:

Anônimo disse...

Muito interessante, amei .

© Copyrigth 2009 Danny Montenegro Por Desejo a Flor da Pele
Todos os direitos reservados