quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Jogos de Prazer


Logo que entraram ele a abraçou por trás colando o seu corpo ao dela e deixando claro o quanto ele a queria e de como já era evidente a sua excitação. Ela virou-se para ele e tomando a iniciativa fez o que passara o dia desejando colou os seus lábios nos dele e à medida que o beijo passava de terno para devastador as mãos dele percorria todo o corpo dela em caricias ousadas e quando com as mãos ele acariciou-lhe os seios por sob a camiseta ela sentiu o corpo desfalecer e instintivamente coloca os braços ao redor do pescoço dele.
Seu corpo moldava-se ao dele e ela gemia baixinho, as mãos novamente subiram até o pescoço másculo, passando por entre as mechas do cabelo dele. Era uma sensação deliciosa... os dedos nos cabelos dele, os lábios em sua boca firme, exigente mas ao mesmo tempo doce. Pressionando o corpo de encontro ao dele, ela sentia os seios contra aquele tórax forte que a fazia tremer. Subitamente as roupas que vestiam tornaram-se uma barreira incômoda, era irresistível a necessidade que sentiam de sentirem pele contra pele.
Não resistindo mais a tentação de entregar-se a ele, segurando-o pela mão ela o levou para o seu quarto e depois de fechada a porta entregou-se a mais um beijo cheio de desejo e promessas. Ela sentia-se totalmente livre como se a virilidade do corpo dele tivesse exorcizado todas as inibições do seu corpo faminto, ele afastou-se uns poucos centímetros dela e o que pôde ler nos olhos dela foi o suficiente para acender-lhe ainda mais o fogo da paixão.

Continua...

Para ler todo conto clique:
Aqui

2 Sentiram na Pele:

Sentimental ♥ disse...

é interessante como um único olhar pode dizer tudo a respeito do q sentimos e queremos.

mais uma delícia.

bjs

Renatinha (Di Lua) disse...

Monalisa... é você minha amiga? Tem que ser você... só a minha amiga escreve assim...

© Copyrigth 2009 Danny Montenegro Por Desejo a Flor da Pele
Todos os direitos reservados